Últimas Notícias - 25 de maio de 2016



Marcelo Calero tomou posse como ministro da Cultura. A pasta tinha sido extinta por Temer, mas foi recriada após pressão de artistas e movimentos sociais.

Sem citar casos específicos, Temer disse que pode rever posição se perceber que cometeu algum "equívoco" e que o governo tem sido vítima de "agressões psicológicas".

Incomodado com atos em frente à sua casa, ele mandou um recado aos manifestantes: "Fui secretário de Segurança Pública em São Paulo e tratava com bandidos".

A Justiça determinou a reintegração de posse da Fazenda Esmeralda, em SP, que foi ocupada pela 2ª vez. O MST afirma que a propriedade é de Temer - o que ele nega.

O PMDB questionou atos contra Temer na Virada Cultural, em SP. "Não pode censurar", afirmou prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT).

O PDT apresentou denúncia no Conselho de Ética do Senado contra Romero Jucá (PMDB-RR), ex-ministro do Planejamento que foi gravado sugerindo um pacto para barrar a Lava Jato. Jucá foi exonerado do cargo, após 12 dias, e reassumiu o mandato de senador.

Ele rebateu a declaração da presidente afastada Dilma Rousseff, de que a gravação deixa "evidente" o caráter "golpista” do impeachment, e afirmou que foi ela quem cometeu "golpe" ao "mentir" na eleição.

O ministro do STF Gilmar Mendes disse não ver tentativa de Jucá de obstruir Lava Jato no áudio vazado. Mendes vai comandar a turma do STF que avalia recursos de políticos investigados na operação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário