Notícias do Mundo, Brasil, Rio Grande do Sul, Vale do Taquari - 11 de agosto de 2016

Univates:

Na próxima quinta-feira, dia 11, o curso de História da Univates promove o relato de experiências “A voz e a vez: movimento estudantil no Vale do Taquari”, que reunirá estudantes vinculados aos movimentos estudantis no âmbito da Educação Básica e no Ensino Superior. O evento dará destaque para a atuação dos estudantes nos movimentos de ocupação das escolas.

A atividade ocorre às 19h30min, no auditório do Prédio 7. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas em www.univates.br/agenda/inscricoes. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail historia@univates.br ou pelo telefone (51) 3714-7000, ramal 5450.

Vale do Taquari:

Oito marcas de automóveis estão confirmadas no Duelo de Gigantes que vai ocorrer na Feira Industrial, Comercial e de Serviços do Vale do Taquari – Expovale 2016. A atração, que dá lugar ao Salão do Automóvel, será uma das grandes novidades para o público do evento neste ano. Fiat, Chevrolet, Mitsubishi Motors, Toyota, Volkswagen, Peugeot, Kia e Honda prometem revolucionar o espaço. Concessionárias de outras marcas ainda estão em negociação e podem ampliar o grupo. O principal objetivo do novo formato é vender mais.

“É consenso no grupo de expositores de automóveis que tínhamos que trabalhar mais forte a questão do varejo na feira. Sair do institucional e da exposição para efetivamente vender mais”, comenta o gerente de marketing da Eurovale Fiat, Marcelo Paim. E, para isso, as concessionárias já estão se mobilizando. Negociações com as montadoras, a exemplo do que ocorre em outras grandes feiras, estoque para pronta-entrega e bancos com taxas diferenciadas são algumas das providências que prometem condições favoráveis de negócios e os melhores preços.

A 20ª Expovale ocorre de 11 a 20 de novembro no Parque do Imigrante, em Lajeado. É uma realização da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Prefeitura de Lajeado. Tem o patrocínio de Fruki Guaraná e Rede Imec de Supermercados, e apoio de Farmácias São João, Rota Indústria Gráfica, Bremil, Florestal Alimentos, Cervejaria Salva e Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo. 

Rio Grande do Sul:

Parceiro da Região dos Campos de Cima da Serra, o deputado federal Afonso Hamm acompanhou, ontem, o ministro da agricultura, Blairo Maggi, em visita ao município de Vacaria, maior produtor nacional de maçã.

Na oportunidade, a comitiva conheceu a estrutura física do projeto Moscasul, da Embrapa, voltado ao combate da mosca-das-frutas, uma das principais pragas da fruticultura no sul do país. Construído com recursos de emendas parlamentares, do qual R$ 300 mil foram destinados pelo deputado Afonso Hamm, o laboratório dependia da liberação de R$ 506 mil para sua conclusão, valor que foi autorizado pelo ministro durante a agenda.

Com a confirmação do recurso, o centro de manejo integrado deverá entrar em operação no próximo mês, na Estação Experimental de Fruticultura de Clima Temperado da Embrapa Uva e Vinho. “Temos certeza que com o andamento deste centro de pesquisa crescem as possibilidades de os agricultores da região encontrarem novas formas de combate às doenças”, destacou Maggi.

Brasil:

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira, que candidatos a prefeito que tiveram contas rejeitadas somente pelos tribunais de Contas estaduais podem concorrer às eleições de outubro. De acordo com o entendimento firmado pela Corte, os candidatos só podem ser barrados pela Lei da Ficha Limpa se tiverem as contas reprovadas pelas câmaras municipais

No julgamento, por 6 votos a 5, a maioria dos ministros entendeu que a decisão dos tribunais que desaprova as contas do governo deve ser tratada apenas como um parecer prévio, que deve ser apreciado pelos vereadores. Para os ministros, o Legislativo local tem a palavra final sobre a decisão que rejeita ou aprova as contas. Dessa forma, somente após decisão desfavorável dos vereadores, um candidato pode ser impedido de concorrer às eleições.

A Lei da Ficha Limpa diz que as pessoas que tiverem as contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável ficam inelegíveis por oito anos a partir da decisão. Seguiram o entendimento os ministros Edson Fachin, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Marco Aurélio, Celso de Mello e o presidente, Ricardo Lewandowski.

Mundo:

Um homem que escalava nesta quarta-feira a Torre Trump, em Nova Iorque, aparentemente aderido por ventosas, foi capturado por uma janela aberta no 21º andar desse edifício que também abriga o "quartel-general" do candidato republicano em Manhattan. "O escalador foi levado sob custódia", tuitou o porta-voz da Polícia, sargento Carlos Nieves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário