Ronda Policial Rio Grande do Sul - 19 de agosto de 2016


Assim como o comparsa, detido na quarta-feira, o segundo suspeito da morte da médica Graziela Müller Leirias durante assalto na noite do domingo também negou, em depoimento, participação no latrocínio. Conforme o jovem de 21 anos, há uma terceira pessoa envolvida no crime, registrado na zona Norte de Porto Alegre. Conforme o delegado Cléber Ferreira, o suspeito admitiu que queimou o carro da vítima a mando dos autores do assassinato, por estar devendo dinheiro a eles.

A partir da declaração do suspeito, a polícia deve iniciar uma nova etapa da investigação para analisar se há ou não a presença de uma terceira pessoa na execução. Ele alegou, também, que o autor dos disparos que mataram Graziela foi o jovem de 19 anos, preso ainda nessa quarta.

A Brigada Militar prendeu uma mulher de 53 anos na tarde desta quinta-feira (18) na zona sul de Porto Alegre por tráfico de drogas. De acordo com a polícia, a apreensão aconteceu na Rua Arroio dos Padres, no bairro Vila Nova, no fim da tarde de hoje.

A Brigada Militar apreendeu 40 kg de maconha, 1,6 kg de cocaína proveniente da Bolívia, uma balança de precisão e 11 mil embalagens para armazenamento da droga. 

Segundo a BM, a mulher, com antecedentes criminais, era responsável por coordenar a atividade de traficantes do Jardim Renascença, na zona sul de Porto Alegre.

A mulher e o material foram encaminhados à 3ª Delegacia de Pronto Atendimento de Porto Alegre para registro do flagrante.

Agentes da 20ª Delegacia de Polícia (DP) apreenderam, na manhã desta quinta-feira (18), na Grande Cruzeiro, zona sul de Porto Alegre, um adolescente de 17 anos suspeito de ser oautor do latrocínio de um porteiro no bairro Cristal no último domingo. 

Além dele, a polícia ainda pediu a prisão de dois homens que seriam os receptadores da motocicleta que foi roubada do vigilante. O pedido foi negado pela Justiça. No entanto, um deles foi preso em flagrante pois estava com diversas peças de motos roubadas. 

José Luis Godinho do Sacramento, 57 anos, teria voltado ao prédio onde trabalhava para devolver um controle para um colega. Então, ele foi abordado pelo adolescente e, na tentativa de defender o filho de 13 anos, atirou o capacete contra o ladrão, e acabou sendo baleado.

Uma idosa de 80 anos foi presa por tráfico de drogas, na manhã desta quinta-feira (18), no bairro Niterói, em Canoas, na Região Metropolitana. A 4ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (DIN) apontou que a família da mulher e ela praticavam o tráfico de entorpecentes, e que a casa da suspeita funcionava como depósito para as drogas.

Na residência da idosa, foram localizadas aproximadamente 500 pedras de crack e três porções de maconha. Segundo o delegado Maurício Barison, titular da 4ª DIN, todas as drogas já estavam prontas para a venda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário