Ronda Policial Rio Grande do Sul - 26 de agosto de 2016


O secretário estadual da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Wantuir Jacini, pediu exoneração do cargo no final da noite desta quinta-feira (25). A comunicação foi feita pelo Governo do Estado.


O Palácio Piratini anunciou que o governador José Ivo Sartori constituiu um Gabinete de Crise, que será coordenado pelo vice-governador, José Paulo Cairoli. Enquanto não for nomeado o novo secretário, o Gabinete responderá pela área da Segurança. 

O anúncio da saída do secretário ocorre após mais um caso de latrocínio do Estado, o que vitimou uma mulher que esperava o filho sair da escola, na Zona Norte de Porto Alegre.

Confira a nota divulgada pelo Palácio Piratini na íntegra:

Comunicado sobre Segurança Pública

O Governo do Estado informa que o Dr. Wantuir Jacini pediu exoneração do cargo de Secretário da Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul. O governador José Ivo Sartori acabou de constituir um Gabinete de Crise, que será coordenado pelo vice-governador José Paulo Cairoli. Enquanto não for nomeado o novo secretário, esse Gabinete responderá pela área. 

A equipe do Governo do Estado se solidariza com os familiares das vítimas da criminalidade, especialmente de Cristine Fonseca Fagundes, assassinada violentamente nesta quinta-feira. A situação entristece a todos nós. As forças de Segurança estão mobilizadas para prender os autores do crime e continuar apurando os fatos. 

O governador convocou todo o comando da Segurança Pública para uma reunião amanhã, às 8h, no Palácio Piratini, para tratar de novas providências e ações na área. Depois da reunião, o governador fará uma manifestação à população e a equipe da Segurança atenderá a imprensa. 

O governador agradece o secretário Jacini pelos serviços prestados, a quem nutre alto apreço pessoal por suas virtudes profissionais e morais.

Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Uma mulher foi morta durante um assalto na Rua Eduardo Chartier, no bairro Higienópolis, zona norte de Porto Alegre. O crime aconteceu por volta das 18h desta quinta-feira (25), próximo ao Colégio Dom Bosco. 

A vítima foi identificada como Cristine Fonseca Fagundes, 44 anos. De acordo com informações preliminares, ela estava buscando o filho na escola - acompanhada da filha adolescente - quando foi abordada pelos criminosos.

Segundo o 11º Batalhão de Polícia Militar, a vítima foi baleada na cabeça e não resistiu aos ferimentos. O tiro teria sido disparado quando Cristine tentava tirar o cinto de segurança. A filha dela, que estava no banco de trás do veículo, correu em direção à escola e não ficou ferida.

O carro de Cristine, um Honda Fit, não foi levado. A Brigada Militar faz buscas na região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário