Sistema de Segurança Integrado entre Municípios do Rio Grande do Sul (SIM/RS)



A proposta de oficialização da adesão ao Sistema de Segurança Integrado entre Municípios do Rio Grande do Sul (SIM/RS) foi apresentada para autoridades dos municípios do Vale do Taquari. Em reunião almoço no município de Arroio do Meio, nesta sexta-feira (25), o secretário Cezar Schirmer, realizou um diagnóstico da Segurança Pública no Brasil e a realidade gaúcha para os representantes municipais.

O SIM/RS foi implantado em abril deste ano com o intuito de promover a união das instituições estaduais e municipais para a criação de ações efetivas no combate à criminalidade. Para o Schirmer, a integração é o principal caminho contra a violência. “Nos últimos meses, diversas operações foram realizadas em parceria com a Polícia Civil, Brigada Militar e Guarda Municipal, comprovando que juntos somos mais fortes”, exemplificou.

A Operação Pulso Firme, a maior já realizada no Rio Grande do Sul, mobilizou no final do mês de julho, mais de três mil homens de 20 instituições para a transferência de 27 criminosos de alta periculosidade para presídios federais. “O sucesso da operação foi possível graças à união de todos os esforços. É um grande exemplo de que, trabalhando de forma cooperada, podemos construir um Estado com mais segurança para a população”, lembrou.

Desde o lançamento, 15 municípios já aderiram ao projeto, que juntos, representam 23% da população e 28% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Além disso, 70 municípios também demonstraram interesse em engajar-se ao sistema.

Schirmer explicou também que o intuito do sistema é explorar ao máximo a capacidade operacional dos agentes envolvidos. Entre as possibilidades, o secretário destacou a integração de sistemas, o compartilhamento de infraestruturas tecnológicas, a troca de informações, a construção de uma doutrina única de capacitação e qualificação aos agentes da Segurança Pública, a adoção de políticas andidogradição e a reinserção de apenados na sociedade.

Além do SIM, a Segurança Pública investiu na construção de dois centros de triagem para presos provisórios, na construção de um presídio federal, na captação de recursos para a construção de novos presídios e a abertura da Pecan 2. Outras ações como a permuta para construção de presídios e a autonomia do Corpo de Bombeiros também fizeram parte do planejamento da SSP.

SIM/RS

O Sistema de Segurança Integrada com Municípios do Rio Grande do Sul (SIM/RS), lançado em abril deste ano, estabelece obrigações mútuas entre o estado e os parceiros, como instituições vinculadas, secretarias estaduais, municípios, órgãos da esfera federal e entidades da sociedade civil. A adesão ao sistema é feita de acordo com a estrutura disponível, sem a necessidade de criação de novas estruturas ou órgãos que onerem custos aos cofres públicos. Desde o lançamento, 70 municípios demonstraram interesse em aderir ao SIM/RS.

Esta adesão ao sistema não é padronizada, mas construída com base na estrutura disponível do Estado e do município ou instituição proponente, com o intuito de explorar ao máximo a capacidade operacional dos agentes envolvidos. Entre as possibilidades estão a integração de sistemas, o compartilhamento de infraestruturas tecnologias, a troca de informações voltadas ao combate da criminalidade, a construção de uma doutrina única de capacitação e qualificação aos agentes da Segurança Pública, a adoção de políticas antidrogadição e a reinserção de apenados na sociedade.

Fonte: Governo do Estado do RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário