Ronda Policial RS - coordenador de campanha de Melo cometeu suicídio em Porto Alegre


A Polícia Civil trabalha com a hipótese de suicídio para a morte de Plínio Zalewski, 53 anos, um dos coordenadores da campanha de Sebastião Melo à prefeitura da Capital nesta segunda-feira (17). O corpo dele foi encontrado em um dos banheiros da sede do PMDB municipal, na Avenida João Pessoa, na região central de Porto Alegre. Ele apresentava ferimentos no pescoço. No local, havia uma faca e um bilhete.

“É compatível com suicídio, a partir dos achados da Perícia e da investigação (...) e também desse bilhete que estava junto ao corpo e que precisa ser verificada a autenticidade e exatamente os dizeres desse escrito já que estava muito sujo de sangue”, relata o diretor do Departamento de Homicídios da Polícia Civil, delegado Paulo Grilo.

O delegado afirma que o comportamento de Plinio nas últimas semanas estava causando estranheza aos colegas de partido. Os relatos dão conta de que “ele parecia depressivo”. Além disso, suspeitava de que suas contas pessoais nas redes sociais haviam sido invadidas. Um boletim de ocorrência chegou a ser registrado.

Plinio também foi processado devido a postagens que havia colocado em sua página pessoal no Facebook falando da disputa à prefeitura na Capital. Correligionários relataram que ele ficou muito nervoso depois que um oficial de Justiça foi até um comitê de campanha de Melo na noite sábado (15). A família perdeu o contato com ele no domingo (16). Na ocorrência registrada, a esposa disse que ele havia recebidoameaças anônimas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário