Comunidade Evangélica Cristo Vive, teve como palestrante o Pastor Mauro Nascimento dos Santos

Igreja Cristo Vive em Estrela-RS.

Manto de Restauração

No culto de 18 de Junho, na Comunidade Evangélica Cristo Vive, teve como palestrante o Pastor Mauro Nascimento dos Santos.

Pastor Mauro, trouxe a reflexão o texto de Lucas 8. 40 a 56. O contexto se divide em 3 momentos, sendo que o Primeiro fala sobre o “O Pedido de Jairo” Lc 8. 40 a 42, o segundo “Jesus e a Mulher Doente” Lc 8. 43 a 48 e o terceiro “Jesus e a Filha de Jairo” Lc 8. 49 a 56.

Estamos nos encontrando num momento em nossa nação onde carecemos de referencia de liderança em todas as áreas disse Nascimento. Um período no qual precisamos passar por uma profunda restauração em nossas vidas. E essa restauração precisa começar em cada um de nós individualmente, para que a geração vindoura colha esses frutos e se desperte do sono profundo que vive.

O texto de Lucas 8. 40 a 42 mostra claramente que Jairo Chefe da Sinagoga faz suplicas a Jesus. Vale lembrar que Jairo não era qualquer cidadão da Época. Ele era um Chefe, um líder, tinha uma representatividade de alta relevância na Sinagoga. Qual era a função do Chefe da Sinagoga? – Encarregado do bom culto publico na Sinagoga. A Bíblia relata que Jesus voltou ao lado Oeste do lago, a grande multidão o esperava na praia (V 40) e Jairo vai ao seu encontro e se prostra aos pés do Mestre, pedindo que Ele fosse na sua casa (V 41). Porque Jairo um Chefe se humilha na presença de Jesus? – Porque a filha única dele, de 12 anos estava morrendo, e ele queria que Jesus ponha as mãos sobre ela (V 42). Esse é o primeiro momento onde tratamos acerca do “Pedido de Jairo”.

O contexto enriquece, Jesus se compadece de Jairo e vai cercado de multidão. Já em Lc 8. 43 a 48, surge uma mulher que a 12 anos sofria com fluxo de sangue (Hemorragia). Ela tinha gastado todo os seus recursos com médicos e nada lhe havia solucionado, só aprofundava (V 43). Essa mulher que sofria com hemorragia e consequentemente era impura, toca na orla do manto de Jesus e imediatamente foi sarada (V 44). Jesus pede aos seus Discípulos quem havia lhe tocado? (V 45). Jesus disse que alguém havia lhe tocado, porque sentiu que dele saiu poder (V 46). A mulher se prostrou aos pés de Cristo, e disse que havia tocado em sua orla do manto, e imediatamente foi curada (V 47). Jesus se direciona a mulher e fala filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz (V 48). Esse fato nos leva a viajar no segundo momento.

Em Lc 8. 49 a 56 Jesus esta a caminho da casa de Jairo. Jesus esta conversando, um empregado veio até Jairo e avisa que a filha dele havia morrido, e que não era para incomodar o mestre (V 49). Jesus mantém seu propósito de pé, pede para Jairo não temer, e somente crer que seria salvo (V 50). Jesus chega a casa do Chefe da Sinagoga, não deixa ninguém entrar, senão Pedro, Tiago, João, Pai e Mãe da Menina (V 51). Todos choravam, Jesus pede oara que eles não chorem, porque ela não esta morta, só dorme (V 52). Sabendo que ela estava morta, todos riam de Jesus (V 53). Ele tomando a mão dela, exclamou Menina levanta-te (V 54). Ela se tomou a viver e se levantou imediatamente, e Jesus pediu que dessem a ela comida (V 55). E os pais se maravilharam com o que viram (V 56). E assim foi terceiro e ultimo momento desse contexto geral.

Pastor Mauro nos leva a mergulhar profundamente neste texto, buscando obter dele ensinamentos que nos vale para os dias atuais. Para compreender o que Jesus nos mostra diante desses acontecimentos, precisamos entender algo extremamente importante. Quando a Biblia fala de mulher, é o mesmo que estivéssemos falando hoje da Igreja, e porque, Jesus virá buscar a noiva, e a noiva é a igreja. Quem é a Igreja? – Somos cada um de nós, que fizemos parte do Corpo de Cristo, onde Ele é a cabeça.

Essas duas ricas histórias traz a nós uma visão contrária da qual nos encontramos hoje. Jairo pede que Cristo vai a sua casa, por as mãos sobre sua filha de 12 anos e orar, porque a menina estava doente. No caminho Jesus no meio da multidão é tocado por uma mulher que sofria de hemorragia há 12 anos, e ela é sarada. Observa que uma Menina tinha 12 anos, a outra sofria a 12 anos de hemorragia, o texto nos direciona no seguinte fato: Temos uma juventude, que dorme, como dormia a filha de Jairo, nas drogas, álcool, desonra dos pais, imoralidade, corrompendo seus valores, sem princípios e uma desordem muito grande e essa é a geração que cresce, é a vindoura a qual ta adormecida. Por outra lado temos os adultos, que deixaram de ser a referencia, estão sem rumo, impuros como a mulher do fluxo do sangue. 

Jesus primeiro é procurado pelo Chefe da Sinagoga, mas antes de atende-lo, e ir a sua casa, Jesus no caminho se encontra com uma mulher adulta, e a cura. Porque no meio de um pedido para que atendesse uma jovem, Jesus cura uma mulher antes? 

- Mauro mostra que primeiro os adultos precisam ser restaurados, sendo gratos a Deus, sendo transformados tanto no aspecto emocional, físico, racional, sentimental, moldando seu caráter como a mulher que sofria com o fluxo do sangue que era impura foi. Para que sejam puros e se tornem referencia, uma liderança que seja espelho de uma juventude que dorme. Só despertaremos e ou levantaremos uma juventude sadia, forte, que luta e cresce em progresso no nosso País, como Jesus levantou a filha de Jairo da morte, do pecado, quando tivermos adultos sarados e puros por completo. como a mulher que tocou em Jesus. Se nossos lideres políticos e outros, não se prostrar diante de Jesus, e libertar-se da impureza como fez a mulher que sofria há 12 anos, nossa Nação viverá no mar de lama corruptível infelizmente. E veremos uma geração vindoura adormecida. Lideres incrédulos, como na casa de Jairo tinham, pessoas que riam do homem mais Poderoso que já pisou na terra, o Mestre dos mestre, Rei dos reis, o cara que não cometeu erro algum. Pois esses que as pessoas debocham curou a mulher que 12 anos sofria com fluxo do sangue e ficou pura, e levantou a jovem de 12 anos que dormia, estava morta. Se não restaurar uma geração atual, a vindoura continuara a piorar e viver no abismo.

“Sem Gratidão, não há Restauração, sem Restauração, não há Honra” (Mauro Nascimento dos Santos)

Cristhofer Pereira da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário