Airton Engster dos Santos

domingo, 23 de abril de 2017

Corsan apresenta estudo sobre sistema de esgotamento sanitário em Estrela


Corsan apresenta estudo sobre sistema de esgotamento sanitário
Representantes da empresa reuniram-se com o Governo de Estrela na manhã desta quarta-feira

As divergências em torno do descumprimento de alguns itens do contrato firmado com o município de Estrela, por parte da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), estão mais perto de serem resolvidas. Isso após reunião realizada na manhã desta quarta-feira (19.04), na prefeitura, com representantes das duas partes envolvidas. Um Estudo Técnico Conceptivo do Sistema de Esgotamento Sanitário do Município foi entregue ao Governo Municipal e agora será analisado. 

Assinado em 2014, o contrato prevê 25 anos para a Companhia fazer um investimento de R$ 50 milhões e implementar este sistema. No mesmo período, outros R$ 15 milhões devem ser investidos para manter e qualificar o abastecimento de água na cidade. Entre as exigências pontuais, ampliar em dez quilômetros as redes de água em pontos estratégicos de desenvolvimento para Estrela; a repavimentação de 10 mil metros quadrados de ruas danificadas com troca de tubulação; garantia do abastecimento de água nos novos loteamentos do município; redução em 50% da tarifa nos imóveis do município (postos de saúde, escolas), entre outros. O governo de Estrela afirma que muitos pontos não foram cumpridos pela estatal. 

Participaram do encontro representantes do governo, entre eles o prefeito Rafael Mallmann e o secretário do Meio Ambiente, Hilário Eidelwein, e dirigentes da Companhia, como o diretor de Expansão, Marcus Vinicius Cabelon. Foi ele quem explicou alguns dados do estudo, numa discussão que durou mais de três horas. De acordo com o prefeito, o encontro foi produtivo e mostrou evolução quanto ao impasse. “Agora temos um estudo. Vamos, junto com a Secretaria do Meio Ambiente, analisar o projeto, fazer ajustes caso necessário, ver a viabilização de alguns pontos que possam não ter sido atendidos. Caso aprovado, vamos dar prosseguimento ao processo, que é buscar as licenças ambientais. Então, com elas em mãos e em conjunto com a estatal, partiremos para a elaboração de um plano de ação, cronograma de obras e seu início”, destacou Mallmann. Ele não deu prazo para estas etapas, pois diz tratar-se de um estudo complexo. Garante, no entanto, que será tratado em regime de urgência. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Igor Biberg, vencedor do slogan para Rádio Alto Taquari em 2003 - 55 anos, chamada levada ao ar pela emissora

Ouça na voz de Igor Biberg, vencedor do slogan para Rádio Alto Taquari em 2003 - 55 anos, chamada levada ao ar pela emissora....